Por que essa mulher morreu depois de ser mordida por um filhote de cachorro?

Sharon Larson tinha 58 anos quando morreu em decorrência de uma simples mordida de seu cão de estimação. A informação é de Rachael Rettner, do site Live Science, que conta como a inocente mordida acabou causando uma infecção generalizada na mulher e culminando sua morte. O caso aconteceu em Wisconsin, nos Estados Unidos, e é bastante raro.

Sharon tinha adotado o cãozinho fazia pouco tempo quando acabou recebendo uma mordida do bicho (algo comum que todo dono de cães ou gatos já enfrentou) mas, no caso dela, a mordida acabou transmitindo a bactéria Capnocytophaga canimorsus – que geralmente cães e gatos possuem em suas bocas. Em pouco tempo, Sharon começou a manifestar sintomas similares ao de uma gripe. Seu estado de saúde não a preocupou e apenas dois dias depois ela procurou uma unidade hospitalar. Mas, infelizmente, já era tarde e os médicos não foram capazes de contornar a infecção. Sharon morreu  no hospital apenas poucos dias depois da mordida.

O caso causou certa comoção porque, pouco tempo atrás, um homem morreu devido a mesma infecção, depois de ser lambido por seu cachorro, também em Wisconsin. Mas, segundo especialistas, os casos realmente não passam de coincidências e esse tipo de infecção não deve deixar ninguém alarmado. Isso porque a infeção por Capnocytophaga canimorsus é extremamente rara!

PUBLICIDADE

Pessoas com imunidade baixa, como pessoas com quadro de câncer, diabetes, portadores do HIV ou aqueles que tiveram o baço removido, por exemplo, devem tomar cuidados na interação com animais de estimação. Além disso, idosos e crianças muito pequenas também devem ser cuidadosos. Mantenha seus animais com as vacinas em dia!