Composto da maconha pode ser eficaz no tratamento de ansiedade

Um composto presente na maconha chamado cannabidiol poderia ajudar no tratamento de pessoas com transtornos de ansiedade, é o que sugere uma revisão recente de pesquisas anteriores sobre o tema.

Cannabidiol poderia ser usado, além da terapia, para tratar transtornos de ansiedade, como fobias e transtorno de estresse pós-traumático, é o que conclui a revisão. No entanto, a maioria dos estudos ainda vem sendo testados apenas em animais. Portanto, mais pesquisas são necessárias para ver quão bem o composto pode funcionar em pessoas com transtornos de ansiedade.

maconha-ansiedade

Uma parte chave da ansiedade é o medo, e os poucos estudos humanos que foram conduzidos com canabidiol sugeriram que o composto “amortece” o medo das pessoas, alterando a atividade de certas regiões cerebrais, como explica Carl Stevenson, co-autor da nova revisão e Neurocientista da Universidade de Nottingham, no Reino Unido.

O canabidiol não causa os efeitos conhecidos da maconha, ou seja, o usuário não sentiria a famosa “onda” com o uso medicinal desse composto. Em alguns dos estudos, os pesquisadores expuseram roedores a estímulos ameaçadores para induzir ansiedade nos animais. Com isso, descobriram que dar o canabidiol aos roedores parecia diminuir o grau de ansiedade que os animais experimentaram.

Efeitos semelhantes já foram mostrados em estudos envolvendo pessoas saudáveis e estudos envolvendo pessoas com transtornos de ansiedade, de acordo com a revisão, publicada em 9 de março no British Journal of Pharmacology. Em um pequeno estudo de 40 pessoas, publicado em 1993, no Journal of Psychopharmacology, os pesquisadores descobriram que o canabidiol reduziu a ansiedade quando as pessoas que o tomaram foram submetidas a uma situação estressante. Além disso, em um estudo de 24 pessoas, em que todos tinham fobia social, os pesquisadores descobriram que cannabidiol ajudou a reduzir a ansiedade desencadeada por uma tarefa de falar em público, de acordo com esses resultados, publicado em 2011 na revista Neuropsychopharmacology.

maconha-ansiedade2

Mais pesquisas são necessárias para analisar os mecanismos exatos pelos quais o cannabidiol pode trabalhar para tratar pessoas com ansiedade. Mas alguns estudos de imagem cerebral em humanos sugeriram que o composto ajuda a regular a atividade de partes do cérebro que estão envolvidas em emoções negativas, incluindo o medo, disse Stevenson.

As medicações atualmente usadas para tratar pessoas com ansiedade têm problemas, disse Stevenson, já que essas drogas não funcionam para todos os pacientes e podem levar um tempo começar a fazer efeito. Além disso, as pessoas que tomam tais medicamentos freqüentemente experimentam efeitos colaterais, observou.

Em comparação, pesquisas anteriores sobre o uso de canabidiol para distúrbios como a epilepsia mostraram que a substância não tende a ter efeitos colaterais significativos, Stevenson disse à Live Science.

Embora a maioria dos estudos realizados até à data sobre o uso de canabidiol para o tratamento de ansiedade têm sido conduzidos e animais, existem muitas semelhanças entre cérebro de ratos e humanos, segundo Stevenson. Dado essas semelhanças e resultados promissores de pequenos estudos em humanos, mais testes do composto para o tratamento da ansiedade em seres humanos precisam ser feitos, Stevenson disse.

fonte: livescience