Por que esse grupo de direita boicotou o novo filme de Star Wars?

O mais novo filme da franquia Star Wars estreou há alguns dias e agradou a crítica especializada. “Os Últimos Jedi” arrancou resenhas e notas positivas em diversos sites dedicados a esse nicho, especialmente no Rotten Tomatoes, onde a aprovação chegou a 96% – se tornando o filme mais bem avaliado de toda a franquia.

star-wars2

Acontece que desde então, algo estranho tem intrigado internautas. A aba de avaliação dedicada a internautas “comuns”, ou seja, aqueles que não pertencem ao grupo de crítica especializada, registrou uma taxa de 53% de aprovação – o que para o site é considerado extremamente baixo.

A nota baixa, mais a disparidade entre ela e as notas da crítica especializada geraram especulação. E, para a surpresa de todos, um grupo intitulado “alt right”, um grupo de direita dos Estados Unidos, assumiu estar fazendo uso de bots para “detonar” o filme no site. Os membros do grupo não aprovaram a escolha de uma personagem feminina para o protagonismo do filme, e também desaprovam o que consideram uma abordagem “de esquerda”: como a crítica ao capitalismo e a inserção de personagens de diferentes etnias.

star-wars

O grupo critica a Disney pelas novas diretrizes da franquia, mas o que eles parecem não saber é que desde sua criação, Star Wars foi uma forma encontrada por George Lucas para criticar o governo neoliberal de Richard Nixon, e a campanha militar pela Guerra do Vietnã.

Escrito por Roberta Machado

Gosto de escrever sobre diversos temas, principalmente sobre curiosidades e fatos desconhecidos.