Chip é capaz de diagnosticar câncer em 15 minutos

cancer-chip

A biomédica pernambucana Deborah Zanforlin é a responsável por um dispositivo capaz de diagnosticar até 18 tipos de câncer em 15 minutos. Deborah é professora doutora e embarcou para a Califórnia, EUA, para apresentar seu projeto no Congresso Mundial de BioSciKin.

O exame funciona por amostras de sangue e consegue diagnosticar os diversos tipos da doença em até 15 minutos. O que torna o projeto muito empolgante para a comunidade científica é a não emissão de radiação. Atualmente, o exame de diagnóstico de câncer expõe o paciente a certos níveis de radiação, com o chip, essa necessidade será dispensada. O procedimento também aumenta a expectativa de cura do paciente em 70%, já que permite o diagnostico em fase precoce da doença. Outro fator importante é a portabilidade dos equipamentos. Por serem pequenos e portáteis, é mais viável para cidades do interior.

O projeto continua voltado principalmente para o tratamento de diagnostico de câncer, mas Deborah não descarta o uso para outras doenças. Atualmente chamado “ConquerX”, o projeto agora passa por um processo de relatório para ser enviado a agências reguladoras Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), no Brasil,  e FDA (Food and Drugs Administration, dos EUA), que decidirão se o chip entra ou não no mercado.