Australiano implanta chip de transporte coletivo no próprio braço

21Antes de dar a notícia de fato, que tal 1 minuto de atenção para o nome da figura de hoje? O australiano Meow-Ludo Disco Gamma Meow-Meow – sim, esse é o nome dele – acabou sendo acionado pela justiça devido a uma “adaptação” que fez no cartão de transporte coletivo. A adaptação, na verdade, é o que se chama de biohack; ele implantou o chip do cartão no próprio braço e agora a justiça o acusa de não ter pago as passagens.

Meow-Ludo tentou se livrar da acusação, chegando a afirmar que acreditava que o departamento de transporte seria mais tolerante a mudanças. Mas acabou condenado a pagar uma multa de US$ 220 mais US$ para pagar custos processuais. Ele acabou tendo que remover o chip e voltar a usar o cartão convencional.