Argentina descobre nova ossada de Dinossauro

ossada-dinossauro

Na Região da Patagônia, Argentina, foi descoberto recentemente a ossada daquele que deve ter sido o maior dinossauro que viveu na Terra. Estima-se que o animal viveu há cerca de 95 milhões de anos atrás, e suas medidas são surpreendentes: 40 metros de comprimento, 20 de largura e 77 toneladas de peso. Esse é um novo recorde, o anterior, também pertencente a um dinossauro, era de 70 toneladas.

O lugar foi inicialmente descoberto por um trabalhador rural, em 2011. Na época, ele alertou o Museu de Paleontologia Egidio Feruglio (MEF), e então foi estabelecido um núcleo de pesquisa para que se averiguassem os fatos.

Por enquanto, 150 ossos foram encontrados, e os responsáveis acreditam que esse número representa apenas um quinto do potencial de pesquisa. A ossada pertence a um novo dinossauro, uma espécia de Titanossauro, que eram enormes animais herbívoros. Acredita-se ainda que ele viveu no período Cretáceo.

O novo gigante ainda não tem nome registrado, mas compete com o Argentinosaurus pelo posto de maior dinossauro encontrado na região.

Escrito por Roberta Machado

Gosto de escrever sobre diversos temas, principalmente sobre curiosidades e fatos desconhecidos.